Observar o crescimento

Fantasticamente deliciosa a observação de um bebé a crescer. As suas conquistas, frustrações, a forma, tão sua, de passar pelas etapas “definidas”. Diferentes tempos para diferentes bebés. Cada um na sua estrutura (o seu corpo), tão própria, com características mais ou menos adaptativas em cada fase. E depois, depois e durante, a sua personalidade. A avidez saltitante de alguns desde o primeiro instante, a doce pacatez de outros, cada um no seu registo, provavelmente a um ritmo que marcará a sua vida.Aprender pode ser observar, só ficar. Ficar num canto e deixar-se deslumbrar pela forma como agarramos a vida desde cedo, como chegamos sedentos de comunicação, como lutamos por fazer parte deste mundo de experimentação.

Deixe um comentário