Bebés “esticados”

Desde que nasci que sou um “bebé esticado”. Não gosto de estar naquela posição de bebé, a posição fetal. Sempre que os meus pés sentem algum apoio “coloco-me em pé”, estico-me. Se o apoio for nos joelhos ou nas costinhas também serve. Quero ficar assim e não sei porquê. Estou sempre com os joelhos esticados e por vezes tens dificuldade em mudar-me a fralda. Atiro a cabeça para trás e por vezes quase faço a ponte! Parece que é algo reflexo, algo inato em mim. Parece que é a forma involuntária que tenho de me sentir confortável, de responder às tensões que sinto.

Estar sempre “esticado” não é um sinal de que o seu bebé está mais desenvolvido ou de que já quer andar. Pelo contrário. Esta extensão vai dificultar por exemplo o estar na posição de sentado e pelos 5 meses começar a interagir com os seus pés ou promover queixas digestivas pela tensão a que o tubo digestivo está sujeito. Muitas vezes é sinal que devido a uma gravidez e/ou parto mais complicados ele tem tensões que não lhe permitem estar confortável.

Com a Osteopatia podemos ajudar o seu bebé a relaxar, devolvendo-lhe a capacidade para assumir, com conforto, outras posturas. 

Deixe um comentário